segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

PIRACICABA - ANIVERSÁRIO DO 10º BPMI - Exposição traz carros históricos da PM


PIRACICABA - ANIVERSÁRIO DO 10º BPMI - Exposição traz carros históricos da PM




Exposição traz carros históricos da PM



  • O Chevrolet Opala 1990 substituiu o Fusca e marcou o início do Radiopatrulhamento Padrão, quando cada carro cobre uma parte da cidade – Foto: Divulgação
  • Em 1996, época em que a PM buscava reformular sua imagem, foi introduzido como viatura o Chevrolet Ipanema – Foto: Divulgação
  • Um dos modelos mais emblemáticos da Polícia Militar, o Chevrolet Veraneio entrou para a frota em 1970, com a criação das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (ROTA) – Foto: Divulgação
  • Veículo preferido da polícia, o Chevrolet Veraneio foi utilizado até o início da década de 90 e virou até tema de música (
  • Atualmente, o Chevrolet Spin é um dos veículos que faz parte da frota da Polícia Militar – Foto: Divulgação

1/6 SLIDES © Foto: Divulgação

Apelidado de "Baratinha", o Volkswagen Fusca foi usado pela PM entre 1963 e 1987

Apelidado de "Baratinha", o Volkswagen Fusca foi usado pela PM entre 1963 e 1987 – Foto: Divulgação
2/6 SLIDES © Foto: Divulgação

O Chevrolet Opala 1990 substituiu o Fusca e marcou o início do Radiopatrulhamento Padrão, no qual cada veículo cobre uma determinada parte da cidade

O Chevrolet Opala 1990 substituiu o Fusca e marcou o início do Radiopatrulhamento Padrão, no qual cada veículo cobre uma determinada parte da cidade – Foto: Divulgação
3/6 SLIDES © Foto: Divulgação

Em 1996, época em que a PM buscava reformular sua imagem, foi introduzido como viatura o Chevrolet Ipanema

Em 1996, época em que a PM buscava reformular sua imagem, foi introduzido como viatura o Chevrolet Ipanema – Foto: Divulgação
4/6 SLIDES © Foto: Divulgação

Um dos modelos mais emblemáticos da Polícia Militar, o Chevrolet Veraneio entrou para a frota em 1970, com a criação das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (ROTA)

Um dos modelos mais emblemáticos da Polícia Militar, o Chevrolet Veraneio entrou para a frota em 1970, com a criação das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (ROTA) – Foto: Divulgação
5/6 SLIDES © Foto: Divulgação

Veículo preferido da polícia, o Chevrolet Veraneio foi utilizado até o início da década de 90 e, incusive, virou tema de música ("Veraneio Vascaína", do Capital Inicial)

Veículo preferido da polícia, o Chevrolet Veraneio foi utilizado até o início da década de 90 e, incusive, virou tema de música ("Veraneio Vascaína", do Capital Inicial) – Foto: Divulgação
6/6 SLIDES © Foto: Divulgação

Atualmente, o Chevrolet Spin é um dos veículos que faz parte da frota da Polícia Militar

Atualmente, o Chevrolet Spin é um dos veículos que faz parte da frota da Polícia Militar – Foto: Divulgação
6/6 SLIDES
Em comemoração ao 40º aniversário do 10º Batalhão de Polícia Militar do Interior, o Shopping Piracicaba, de Piracicaba, em São Paulo, apresenta a exposição "Carros de Polícia". Nela, os visitantes podem observar e conhecer modelos icônicos que foram usados para combater o crime ao longo dos anos. A ação começou no dia 23 de fevereiro e vai até 6 de março.
Dentre os veículos expostos estão o Volkswagen Fusca e os Chevrolet Opala, Veraneio e Ipanema. A Chevrolet Spin, que é usada atualmente, também marca presença."Todos os itens em exposição contam com um painel explicativo, deixando a atração ainda mais didática", explica Janaina Nunes, coordenadora de Marketing do Shopping Piracicaba.
Carros de Polícia
Sugerido pela Windows Store



--

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Vídeo de cel ciapina 🏹

video

Acarajé

Vídeo de cel ciapina 🏹

video

impunidade

Armas com defeito

Caros amigos,
​A propósito da mensagem de hoje pela manhã do Kovacs:
recentemente, o ​Cel Bezerra, da minha Turma,
postou no nosso grupo WhatsApp um filme que mostrava, em certo treinamento de tiro, uma das pistolas utilizadas por policiais militares de São Paulo a disparar mediante simples acionamento da trava de "segurança"​.

Bela segurança! Não é de agora que ouço relatos de graves defeitos nas armas vendidas à Corporação. Há informe seguro de que um lote inteiro de submetralhadoras foi devolvido à fábrica, por motivo de defeitos técnicos graves, que colocavam em risco a vida de circunstantes​ e ​dos próprios policiais militares. Além, é claro, de afetar gravemente a estes, sujeitos a processos criminais e disciplinares em razão de disparos acidentais com vítimas.

O jornal Agora hoje posto em circulação​, mencionado pelo Kovacs,​
traz uma matéria contundente a esse respeito. A seguir, o "link" eletrônico. No arquivo anexo, uma imagem​ mais clara​ da página da edição impressa.
Houve tempo em que se podia afirmar que a quase totalidade dos disparos acidentais de armas de fogo no âmbito policial eram resultado de atos inseguros. Hoje, a realidade, em grande parte, é outra.
Tudo isso é causado pelo fato de que há um oligopólio no Brasil, no segmento industrial de armas de fogo e de munição. A posição confortável desse conglomerado dispensa a concorrência e a falta de concorrência costuma produzir fenômenos de perda de qualidade. E ainda querem proibir totalmente a importação de armas de fogo, partes, acessórios, componentes e também de munição.
Enquanto isso, o crime organizado mata pessoas comuns e policiais, aos milhares, com o emprego das armas de boa qualidade que facilmente conseguem por via do tráfico internacional ilícito: Glock, Kalashnikov, Colt, Remington, Ruger, HK, CZ, Sig-Sauer, Walther, UZI e segue a lista.
Abraço do
Área de anexos


--

Quem é o maior farsante do Supremo?



                                                                                                                                                                                 
                           Quem é o maior farsante do Supremo: Barroso ou Lewandowski?
                       Barroso e Lewandowski disputam o troféu de pior ministro

Por Carlos Newton


Desde que o jornalista Augusto Nunes lançou a primeira denúncia sobre as argumentações fraudulentas do ministro Luís Roberto Barroso, que influenciaram equivocadamente os votos de outros ministros no importantíssimo julgamento do rito do impeachment, a Tribuna da Internet está dedicada ao assunto e vem apontando outros inacreditáveis erros judiciários cometidos nas sessões dos dias 16, 17 e 18 de dezembro.


É certo que o ministro Barroso, ao se arvorar em revisor do parecer de Edson Fachin, omitiu informações importantes, distorceu outras e até falseou a verdade dos fatos. Ao que parece, ainda prefere atuar mais como advogado do que como ministro do Supremo, com direito a envergar a tradicional toga negra, uma espécie de manto sagrado da Justiça brasileira.


Como se sabe, advogados fazem de tudo para vencer a causa, costumam até trafegar na fronteira da chicana e da litigância de má fé, isso faz parte do métier, digamos assim. Há advogados que são verdadeiros artistas, até choram na tribuna. Mas os magistrados não podem adotar práticas idênticas. Têm de ser sóbrios, sempre se atendo apenas aos fatos e às leis, jamais podem extrapolar, nem mesmo quando há pressão e clamor público.


Barroso procedeu mal. Como diz Augusto Nunes, praticou vigarice, não há mais dúvida sobre isso. Mas o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, não ficou atrás e conseguiu cometer um erro judiciário ainda mais grave do que os cometidos por Barroso.


JULGAMENTO DAS LIMINARES


Conforme o jurista Jorge Béja já esclareceu diversas vezes aqui na Tribuna da Internet, a sessão do dia 16 dezembro, que se prolongaria até o dia 18, foi convocada para julgar se deveriam ser mantidas as liminares acolhidas pelo relator Edson Fachin, que paralisaram no Congresso o andamento do impeachment da presidente Dilma Rousseff.


A ação apresentada pelo PCdoB, que conseguiu as liminares, é uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), regulada pela Lei Federal 9882, de 1999, cujas normas foram cumpridas fielmente pelo relator Fachin, que concedeu as liminares, deu prazo de 5 dias para as partes se manifestarem, preparou seu parecer, distribuiu cópias a todos os ministros e convocou a sessão para confirmar ou rejeitar as liminares, tudo isso na forma da lei.


A sessão foi realizada, transcorreu nos dias 16 e 17, teve resultado favorável aos interesses da presidente Dilma Rousseff, e no dia 18 o Supremo voltou a se reunir, para redigir a Ata. Ao final, o presidente Lewandowski introduziu a declaração de que, por unanimidade, estando ausente o ministro Gilmar Mendes, o plenário decidiu transformar o julgamento preliminar em julgamento definitivo do mérito da questão.


SURGE EM CENA O DR. BÉJA


Lewandowsky jamais poderia imaginar que sua manobra ardilosa e ilegal pudesse vir a ser denunciada. Não contava que um jurista do porte do Dr. Jorge Béja se interessasse pelo assunto, estudasse o processo inteiro, assistisse pela TV a gravação das três sessões e fizesse a análise da decisão de Lewandowski à luz da Lei 9882/99. Ninguém se deu a este trabalho exaustivo, apenas o Dr. Béja, que então escreveu um artigo na Tribuna da Internet denunciando o procedimento de Lewandowski.


Com precisão cirúrgica, Béja mostrou que esta Lei determina que, depois julgadas as liminares, o relator então concede prazo de dez dias para as partes se manifestarem, prepara novo parecer e então convoca a sessão definitiva, para julgar o mérito da questão. Mas o presidente do Supremo preferiu dar uma "pedalada" e desconhecer a existência da Lei 9882/99, para dar por encerrada a questão e atender aos anseios da presidente da República.


Béja não somente revelou o erro judiciário, como também está redigindo um Mandado de Segurança para apresentar ao Supremo, assim que for publicado o acórdão, Assim, na primeira semana de março, quando o tribunal voltar a se reunir, os ministros vão se entreolhar, envergonhados, ao tomarem conhecimento de que foram partícipes do maior escândalo da História da Justiça brasileira, por terem dado ao presidente Lewandowski autorização expressa para descumprir a Lei 9882/02 e sepultar o julgamento do mérito desta importantíssima questão judicial.


HÁ TRÊS HIPÓTESES


Vamos apontar as três hipóteses sobre o comportamento dos outros ministros:


1) Os nove ministros (Gilmar Mendes não compareceu) agiram inadvertidamente, foram iludidos por Lewandowski, que não atuou como magistrado, mas como advogado de defesa da presidente Dilma Rousseff.


2) O plenário da mais alta corte de Justiça do país agiu propositadamente e compactuou com Lewandowski para que transformasse a sessão preliminar em "julgamento do mérito".


3) Lewandowski tomou essa decisão sozinho, mandando inserir na Ata que os ministros do Supremo, por "unanimidade", decidiram transformar a sessão preliminar em julgamento do mérito.


Qualquer uma das hipóteses é nauseabunda e mostra que o Supremo é hoje uma pálida lembrança de seu passado de gloriosa tradição jurídica e ética. Mas acredito que tenha ocorrido a opção 3, para que não tenhamos de nos mudar todos para um país mais sério, como Paraguai ou Bolívia.


Tribuna da Internet
                                   



sábado, 27 de fevereiro de 2016

nomeação do chefe da AGU



Seis nomes aparecem na disputa pela Advocacia-Geral da União

26 de fevereiro de 2016, 20h04
O procurador do Banco Central Lademir Gomes da Rocha e os procuradores federais Galdino José Dias Filho e Carlos Marden Cabral Coutinho foram os eleitos em votação organizada pela União dos Advogados Públicos Federais do Brasil (Unafe) para disputar a vaga de advogado-geral da União. Os três integram a lista tríplice que será apresentada à Presidência da República nos próximos dias.
O nome dos eleitos foi divulgado nesta sexta-feira (26/2), mas a eleição ocorreu entre os dias 15 e 25 de fevereiro. O pleito não tem valor formal, pois trata-se de iniciativa da Unafe. Quem acompanha a disputa, aponta que os mais cotados para assumir a vaga são Beto Vasconcelos, secretário nacional de Justiça, Jorge Messias, subchefe de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais da Casa Civil da Presidência da República, e Flavio Crocce Caetano, que foi advogado da campanha de Dilma Rousseff.
Junto com o anúncio, os advogados da Unafe mandaram um recado para Dilma Rousseff, dizendo que não aceitarão um nome que não esteja na lista tríplice ou que possua algum comprometimento partidário.
Segundo o diretor-geral da Unafe, Roberto Mota, a entidade defende que a atuação da Advocacia-Geral da União seja rigidamente pautada pelos princípios republicanos e democráticos. "A opção por um dos nomes representará um imenso avanço para a AGU, para a Presidência da República e para o país, uma vez que equilibrará a legitimidade do novo AGU, respaldado por seus pares", diz.

Revista Consultor Jurídico, 26 de fevereiro de 2016, 20h04
-

--

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Conheça a “Rosemary” da presidente Dilma Rousseff



  Conheça a "Rosemary" da presidente Dilma Rousseff

LEITURA
APOIO
DIVULGAÇÃO

do Jornalista Carlos Newton sobre o assunto.
Só no Brasil mesmo.....País de babacas que ficam quietinhos, sabendo dessas safadezas intermináveis......
Conheça a "Rosemary" da presidente Dilma Rousseff
Sonia, amiga de infância de Dilma e companheira da luta armada
Carlos Newton
Em 1993, quando Lula conheceu a secretária Rosemary Nóvoa de Noronha ao visitar o Sindicato dos Bancários de São Paulo, não tinha noção da importância que ela teria em sua vida. Dez anos depois, quando assumiu a presidência, o romance já estava mais do que consolidado. Para mantê-la a seu lado, Lula não teve dúvidas em criar por decreto um cargo público especialmente para nomeá-la como chefe de Gabinete da Presidência da República em São Paulo.


Era uma função sem o menor sentido ou necessidade, que se tornou um estranho apêndice no organograma do governo, pois não havia Chefia de Gabinete em nenhuma outra cidade, apenas na capital paulista. Depois, Lula se animou e ainda teve a ousadia de abrir gabinetes também em São Bernardo do Campo e em Florianópolis (onde residiam filhos e netos), que obviamente foram desativados com sua saída do Planalto.

DILMA SEGUIU O EXEMPLO
Curiosamente, ao assumir o governo em 2011, Dilma Rousseff tomaria idêntica iniciativa, ao criar a Chefia de Gabinete da Presidência da República em Belo Horizonte, exclusivamente para nomear a amiga de infância Sônia Lacerda Macedo, que foi sua colega de sala em dois colégios, companheira de armas na luta contra o regime militar e que depois a assessorou na Casa Civil do governo Lula.


A criação do Gabinete Regional em Belo Horizonte foi publicada pelo Decreto 7.462, de 2011. No mesmo documento, também foi implantado um Gabinete em Porto Alegre, onde a Presidência da República alugou um grande escritório no luxuoso edifício Opus One, decorado com mobília de primeira, mas Dilma acabou desistindo de inaugurá-lo em função do escândalo de Rosemary.

NO ORGANOGRAMA...
O site da Presidência da República mostra que, hipoteticamente, há duas Chefias de Gabinetes Regionais. Uma delas funcionaria em São Paulo, mas não tem ocupante desde a demissão de Rosemary em 2012, embora continue mantendo instalações e funcionários, carro e motorista, sem servir para nada.


A outra Chefia de Gabinete que supostamente estaria funcionando é a de Belo Horizonte, criada especialmente por Dilma Rousseff para acolher a amiga de infância, vejam a que ponto chega a desfaçatez desse tipo de governante (ou governanta, segundo o idioma dilmês).

O site da Presidência já nem menciona a Chefia de Gabinete em Porto Alegre, que existiu, tinha funcionários e jamais prestou qualquer serviço. A absoluta inércia funcional na verdade é característica comum a todas essas repartições criadas para contemplar amigos com empregos maravilhosos e desnecessários, custeados com recursos públicos, ou seja, do povo. Mas quem se interessa? O Tribunal de Contas da União? O Ministério Público Federal? Claro que não, porque têm coisas mais importantes a resolver.

A IMPRENSA DENUNCIA
É preciso reconhecer que a imprensa não tem se omitido. Dois importantes jornais de Minas Gerais, o Estado de Minas e O Tempo, já denunciaram que o escritório de Belo Horizonte não tem a menor serventia, a não ser atribuir um belo salário à velha amiga e companheira de armas de Dilma Rousseff.


A presidente da República, aliás, jamais esteve no gabinete da capital mineira, nem mesmo para inaugurá-lo. A suposta repartição funciona no 11º andar do prédio do Banco do Brasil, na Rua da Bahia, em espaço cedido ao governo. Com quatro funcionários, a principal função do escritório é recepcionar a chefe de Estado e seus ministros, mas até hoje Dilma nunca despachou no local.

A única iniciativa do gabinete que já foi noticiada é o desenvolvimento de um projeto, a pedido de Brasília, para a criação do Memorial do Colégio Estadual Central, onde estudaram os presidentes Arthur Bernardes e Getúlio Vargas, além da própria Dilma Rousseff.
Curiosamente, no Memorial até agora nada existe sobre os dois líderes políticos. No acervo, a pasta de Dilma Roussef é a primeira entre os notáveis (e um deles é o atual governador Fernando Pimentel). Depois, surge a segunda pasta, sobre a própria Sônia Lacerda Macedo, que deve se julgar também uma figura importante e histórica, era só que faltava.

Hoje foi um dia memorável em nosso Batalhão. A formatura matinal, agraciada com um brilhante sol de sexta-feira serrana, nos brindou com sentimentos de alegria e ...

Intervenção  Constitucional-militar.

Fotos da publicação de Gilson Bechert em FORA AÉCIO PSDB E PT! INTERVENÇÃO MILITAR JÁ!


Mande seu e-mail de apoio para.... ocomsoc6bcom@hotmail.com        E-mail do comandante:
comandante@6bcom.eb.mil.br



Foto de Gilson Bechert.
 Imagem do Contato
MILITARES: Esperamos Por Vocês No Poder
Para Colocar a Casa Em Ordem. Dia 13 de Março
Uma Grande Mobilização Popular.
Já Existem Motivos Mais que Suficientes Para a
Intervenção Constitucional. BRASIL:Acima de Tudo.
Mande seu e-mail de apoio para.... ocomsoc6bcom@hotmail.com  E-mail do comandante:
comandante@6bcom.eb.mil.br

                             







--

Triplex: VÍDEO DA GLOBO DE 2010, DESFAZ TODAS AS DÚVIDAS SOBRE O TRIPLEX DE LULA





VÍDEO DA GLOBO DE 2010, DESFAZ 

 TODAS AS
DÚVIDAS SOBRE O TRIPLEX DE LULA






--

O MARKETEIRO DO PT, É MANCHETE NA REPÚBLICA DOMINICANA.

terça-feira, fevereiro 23, 2016

A OPERAÇÃO ACARAJÉ E AS POSSÍVEIS CONEXÕES INTERNACIONAIS DO PETROLÃO. SANTANA, O MARKETEIRO DO PT, É MANCHETE NA REPÚBLICA DOMINICANA.

Capa da edição desta terça-feira do jornal Listín Diario da República Dominica. Para ler a versão digital completa clique aqui
O marqueteiro do PT, João Santana, até há pouco uma espécie de ministro sem pasta da Dilma e do Lula, preso nesta terça-feira juntamente com sua mulher Mônica no âmbito da Operação Acarajé, um desdobramento da Lava Jato, é manchete também na República Dominicana, onde era o marqueteiro da campanha do presidente Danilo Medina, que busca a reeleição.

O jornal Listín Diário, de Santo Domingo, a capital dominica, um dos mais importantes diários daquele país, noticiou a prisão do marqueteiro na primeira página e no miolo dedicou uma reportagem de página inteira. O jornal em formato digital pode ser lido na íntegra clicando aqui.

É que o escândalo respingou diretamente sobre a campanha de Medina cujo marketing estava a cargo de Santana. A oposição está exigindo explicações de Medina. Lá, como cá, a resposta do candidato situacionista em boa medida se iguala à conversa fiada de Lula e seus sequazes.

Não será surpresa se algo de podre explodir na República Dominicana. O escândalo e as roubalheiras que castigam o Brasil, conforme se pode aferir a partir da Operação Lava Jato da Polícia Federal, tem tentáculos internacionais.

Prova disso é Olanta Humala, no Peru, já está esperneando. Mas essa novela de terror e mistério está longe de terminar. Numa segunda fase podem aparecer as diversas conexões internacionais, como de fato já estão aparecendo.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Confira o que o Lula levou do Palácio..



Confira o que o Lulla
​"​levou"
​​
do Palácio.

 

Adriano Magalhães
O que pouca gente sabe é que LULA, LADRÃO que é, após deixar a Presidência da República levou para  sua casa um pouquinho da... Presidência da República. Entre as peças que carregou (ROUBOU), há objetos de joalheria de alto valor, como uma ADAGA em OURO AMARELO e BRANCO e cravejada com  pedras preciosas  presenteada por MUAMMAR KADAFFI da LÍBIA e um PUNHAL também de OURO cravejado com pedras preciosas recebido do REI MOHAMMED de MARROCOS , Estátua de CAMELOS em OURO MACIÇO e CRISTAL dos EMIRADOS ARABES, Um JADE (réplica da COROA) em OURO do Presidente da CORÉIA do SUL, entre diversos outros.
Segundo o blog Reaçonaria, são ao todo mais de OITO (8) MIL PRESENTES  que foram transportados em 11 caminhões com um ACERVO de 1.403.427 itens, um deles com CONTAINER REFRIGERADO para o transporte de sua ADEGA de VINHO, adquirido com DINHEIRO PÚBLICO.
O Ministério Público Federal tem poderes para requisitar junto à seguradora o inventário de todos os objetos transportados.
A mudança, claro, foi toda paga com dinheiro público.
Entre os objetos já mencionados, LULA também levou INDEVIDAMENTE para casa DUAS (2) BICICLETAS, DUAS (2) ESTEIRAS ERGOMÉTRICAS, a CAMA do Palácio do Alvorada, uma PEÇA de CRISTAL com o primeiro artigo da Constituição Americana doada por Obama, UM (1) CONJUNTO de TAÇAS de PRATA doado pela RAINHA ELIZABETH da INGLATERRA, uma coleção de JÓIAS  doadas pela família Real dos Emirados Árabes e 9 MIL LIVROS e obras de arte diversas.
Confira alguns itens, divulgados pelo BLOG REAÇONARIA.ORG:













OBS:
Vale lembrar que o CRUCIFIXO que ficava no gabinete do PRESIDENTE, o mesmo que anteriormente se encontrava no gabinete de ITAMAR FRANCO e também de FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, (comprovado em fotos existentes do GABINETE) também foi
​levado​
 sob a alegação MENTIROSA de que tinha sido um PRESENTE recebido pelo  LULA da SILVA.
A CONDUTA MORAL e ÉTICA prevista por LEI FEDERAL de
​termina que o PRESIDENTE da REPÚBLICA só pode receber PRESENTES, de quem quer que seja, que não ultrapassem o VALOR de CEM REAIS  (R$ 100,00).
Os presentes recebidos que forem de maior VALOR, não devem ser repudiados por questões DIPLOMÁTICAS, mas deverão ser obrigatóriamente incorporados ao PATRIMÔNIO da UNIÃO.
Nenhum PRESIDENTE antes de LULA se apossou ou levou para casa nenhum dos PRESENTES que RECEBEU como CHEFE de ESTADO durante o período de GOVERNO.






--

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Lava Jato expede mandato de prisão contra João Santana

Lava Jato expede mandato de prisão contra João Santana

22 de fevereiro de 2016

Ver as imagens

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (22) mais uma fase da Operação Lava Jato. Os policiais estão cumprindo mandados em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Salvador. Cerca de 300 policiais federais cumprem 51 mandados judiciais, sendo 38 de busca e apreensão, seis de prisão temporária e cinco de condução coercitiva.
Os mandados são cumpridos nos estados da Bahia (Salvador e Camaçari), Rio de Janeiro, Angra dos Reis, Petrópolis e Mangaratiba e São Paulo capital, Campinas e Poá.
Entre os principais alvos dessa fase da investigação está o marqueteiro João Santana. Ele participou efetivamente das campanhas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da atual presidente Dilma Rousseff, ambos do PT. Há um mandato de prisão temporária contra ele, que segue sem ser preso por estar no exterior.
Investigadores responsáveis por conduzirem essa fase da Lava Jato afirmam ter rastreado supostos pagamentos ilegais feitos no exterior em conta secreta de Santana. A suspeita é que o pagamento veio de serviços eleitorais prestados pelo marqueteiro ao PT nas campanhas de Lula e Dilma.
Entenda a 23ª fase da Lava Jato
O objetivo das investigações desta fase é o cumprimento de medidas cautelares, a partir de representação da autoridade policial, relacionadas a três grupos: um grupo empresarial responsável por pagamento de vantagens ilícitas; um operador de propina no âmbito da Petrobras; e um grupo recebedor, cuja participação fora confirmada com o recebimento de valores já identificados no exterior em valores que ultrapassam US$ 7 milhões.
Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde permanecerão à disposição da 13ª Vara da Justiça Federal.
A 23ª Fase da Operação Lava Jato foi denominada Acarajé, em alusão ao termo utilizado por alguns investigados para nominar dinheiro em espécie.
Com Agência Brasil

--

Arma

video



. Ouçam ester depoimento de uma jovem senhora, sobre o absurdo da proibição do uso de arma, pelo cidadão, não acrescento "de bem", porque, se não é de bem, não é cidadão.
Abçs
​Ralph














--

Este e-mail foi enviado por um computador sem vírus e protegido pelo Avast.
www.avast.com

Pensamento do Clube Militar: Mito? Que Mito?

Capitão da Rota leva 10 tiros em churrasco




Capitão da Rota leva 10 tiros em churrasco

Policial estava com amigos e familiares em sua casa, na zona Oeste de SP
Da Redação noticias@band.com.br
Um capitão da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) levou 10 tiros durante um suposto assalto, na noite de sábado (21), na zona Oeste de São Paulo.
Marcos Henrique da Silva, de 46 anos, estava com 25 pessoas, entre amigos e familiares, em um churrasco em sua casa, no Parque dos Príncipes, divisa com Osasco.

No momento do crime, o policial militar estava desarmado e teria pedido ajuda após perceber a ação criminosa. Ele foi baleado na cabeça, tórax, abdômen e perna.



Os bandidos fugiram após o crime, sem levar objetos de valor da casa do oficial. Informações não confirmadas apontam que os criminosos estavam atrás do policial há algum tempo, e teriam tentado executá-lo.

Os investigadores acreditam, porém, que o capitão não foi vítima de uma tentativa de execução. Segundo o subcomandante da Rota, major Cássio, a principal hipótese é que tenha sido um assalto a residência comum.

Socorrido por equipes da Polícia Militar, o capitão foi levado em estado grave ao Hospital Universitário e depois  transferido ao Hospital Samaritano, onde passou por cirurgia.

Segundo a corporação, o policial não reagiu ao assalto e tem cerca de dez balas alojadas pelo corpo, mas seu estado de saúde é estável. Os agressores continuam foragidos e não foram identificados. 






--

Este e-mail foi enviado por um computador sem vírus e protegido pelo Avast.
www.avast.com